Pesquisar este blog

terça-feira, 6 de junho de 2017

Química, fios elásticos e loiro esverdeado: dermatologista ensina cuidados para cabelos descoloridos



A tricologista Alessandra Juliano é expert no assunto e ressalta a importância de escolher bem o profissional antes de decidir mudar radicalmente o visual

Ter um cabelo digno de capa de revista é o desejo de muitos que procuram mudar o visual nos salões de beleza todos os dias. Mas antes de entregar as madeixas a um colorista, é importante entender como o processo químico pode atingir a saúde dos fios.


FIOS ELÁSTICOS

É comum os cabelos se tornarem elásticos após a descoloração, e isso se deve as alterações químicas necessárias para mudança de cor que ocorrem no córtex capilar. Quando elásticos, os fios tornam-se extremamente sensíveis e podem romper com facilidade.

O mais importante para evitar essa situação é o controle de tempo de descoloração x tipo de cabelo, como explica a dermatologista Alessandra Juliano – especialista no estudo de pelos e cabelos. “Para recuperar é a saúde do cabelo é importante a hidratação, já que eles se tornam totalmente elásticos. O manejo deve ser delicado para evitar a ruptura dos fios”, ensina a médica da Aepit Cabelo.


PROTETOR TÉRMICO SEMPRE

Depois que a química é realizada, sempre que for fazer uso de modeladores térmicos, como secadores e chapinhas, é importante usar um protetor térmico para os fios. A função deste produto é evitar que o calor danifique diretamente o cabelo.

O protetor térmico deve ser aplicado antes da utilização dos modeladores, de preferência quando os fios ainda estiverem úmidos. 


DESCOLORIU? DÊ UM TEMPO NAS QUÍMICAS

“Qualquer produto que abra as cutículas e penetrem no córtex capilar devem ser evitados, ou seja, evite qualquer procedimento químico nas três semanas seguintes a descoloração”, orienta a médica.

Os produtos indicados para o processo de recuperação pós descoloração devem ser recomendados por profissionais, após analisar qual tipo e quais as necessidades do cabelo no momento. “As pessoas não devem ter indicações informais como base para escolha de produtos. Vale lembrar que cada tipo de cabelo, assim como o tipo de couro cabeludo, influencia diretamente nesta orientação”, salienta. 


CABELO DESCOLORIDO + PISCINA = FIOS ESVERDEADOS?

Não é mito: entrar em piscinas com cloro pode deixar o loiro com um tom esverdeado. “Isso acontece por algumas piscinas possuem tratamento químicos que interagem com os descolorantes - deixando assim os cabelos com um tom esverdeado”, esclarece a dermatologista.

Para evitar é deve-se sempre usar um protetor capilar antes do uso das piscinas e, depois de sair da água é preciso enxaguar os cabelos com água corrente. A médica acrescenta uma dica para quem não conseguiu evitar o episódio: “Se por acaso a coloração esverdeada surgir, uma das opções caseiras e baratas é a aplicar leite para regularizar a cor”, conta.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados