Pesquisar este blog

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Superlua de terça-feira (19): saiba se seu signo está entre os mais "influenciados" e outras curiosidades



Quem olhar para o céu na noite da próxima terça-feira (19), no Brasil e em vários outros lugares do mundo, verá a lua especialmente grande e brilhante. É o resultado de um fenômeno astrológico conhecido como Superlua.

A astróloga Paula Bueno Brandão explica como a astrologia enxerga essa movimentação no céu e o que cada um pode esperar de influência por aqui. Confira nas quatro respostas abaixo.

 
O que é a Superlua e por que ela acontece?

A orbita da lua não é um círculo perfeito, por isso as vezes ela se distancia mais da Terra, que é quando acontece o Apogeu. Quando ela está mais próxima da Terra, acontece o Perigeu, que é quando há a Superlua.

A medida em que a lua orbita em torno da Terra, ela passa por fases, que são determinadas pela posição relativa da Terra e do Sol. Quando a Lua está exatamente na posição oposta ao sol, acontece a lua cheia.


Qual será o melhor horário para observar o fenômeno?

A Lua vai "nascer", ou seja, surgir no horizonte, às 19h06 da próxima terça-feira (19). O melhor horário para observação será por volta das 21h. O momento no qual ela surge no horizonte também é de grande beleza. A visão será incrível. 


Quando será a próxima Superlua?

Teremos ainda uma última Super Lua em 2019 no dia 20 de março. Esse ano está repleto de fenômenos raros. Porém, a mais brilhante é mesmo a dessa terça-feira. Será a noite na qual ela estará realmente mais perto da Terra. 


Algumas pessoas sentirão mais que as outras? Os signos têm alguma influência?

Sem dúvida há signos mais afetados. Um deles é peixes, onde está o sol no momento. Os virginianos também sentirão muita influência do fenômeno, além de escorpião, câncer, touro e Capricórnio. 

A lua na astrologia trata de questões emocionais e inconscientes, de passado, do padrão emocional construído ao longo da vida.

É importante frisar que o signo da lua nem sempre é o SIGNO SOLAR. Geralmente a Lua está em um signo diferente, e as características do signo da Lua influenciam no padrão emocional da pessoa.

A proximidade dela em relação à Terra cria sim uma atmosfera de maior sensibilidade emocional. A influência de poetas e artistas ao longo do tempo, que usaram a lua como musa e inspiração, está "arquivada" em nossa mente. Muitos de nós têm inspiração para externar sentimentos e demonstrar amor durante a lua cheia.





Paula Bueno Brandão  - se dedica ao estudo da Astrologia há 25 anos, tendo feito vários cursos no Brasil e exterior. Atende como astróloga e ministra palestras e eventos com o propósito de estimular e difundir o autoconhecimento e evolução pessoal.



Conseguiu um emprego temporário?


Veja 7 dicas para conseguir ser efetivado(a) em 2019


De acordo com a ASSERTTEM (Associação Brasileira do Trabalho Temporário) mais de 400 Mil vagas temporárias foram geradas no final de 2018. Esse dado é animador, pois representa uma alta de 10% referente ao mesmo período do ano de 2017. Quando comparamos com o ano de 2016, o cenário melhora ainda mais: a alta representa cerca de 22%. O estado campeão de contratações é São Paulo (67,27% das vagas), seguido pelo Paraná (Mais de 32 Mil vagas) e Rio de Janeiro (Mais de 25 Mil vagas). Entretanto, nos demais estados o movimento de contratações temporárias também continuam aquecidos.

Essa alta foi sentida tanto na indústria quanto no comércio e serviço. Com o 13 salário, o poder de compra dos brasileiros aumenta, e por isso se faz necessários mais profissionais para atender essa demanda. Segundo ainda a ASSERTTEM , nichos como farmacêuticos, químico e de alimentação foram os mais aquecidos. 

"Na Minds English School ocorreram várias contratações, aumento de até 10% do quadro de colaboradores temporários para essa época do ano. Isso porque as matrículas das crianças e adultos têm um pico de efetivação entre Dezembro, Janeiro e Fevereiro", explica a CEO da rede de inglês, Leiza Oliveira. As contratações temporárias começaram em Novembro para dar tempo de treinar as novas equipes nas 5 regiões do país. Como são mais de 70 escolas, as contratações foram feitas no mês 11 para que todas as unidades conseguissem trabalhar da mesma forma com esses profissionais temporários. Desses 10% geralmente a efetivação acontece com cerca de 5% em Fevereiro/Março desse ano.


Emprego temporário! Como ser efetivado(a)

Muitos dos melhores profissionais fixos que a Minds Idiomas têm começaram como temporários e há alguns critérios que adotamos para escolhê-los. 

Leiza Oliveira, especialista da Minds Idiomas, separou 7 dicas para ser efetivado:

1. Fique atento(a) a Cultura e Valores Organizacionais


Divulgação

Seja o profissional estagiário ou temporário, o objetivo final não deve ser a efetivação. A efetivação deve ser parte do processo. Ou seja, analise se a empresa realmente tem valores similares aos seus e caso positivo exponha a sua vontade de ser efetivado. A contratação permanente acontecerá como consequência de como você trabalha e se adapta a Cultura Organizacional. Mas lembre-se: não tente ser algo que você não é ou que não acredita. Aproveite o tempo de temporário para olhar com atenção o clima da empresa e as pessoas com quem está convivendo.



2) Fique longe da rádio peão e/ou WhatsApp peão

 Divulgação

É importante que você se relacione na empresa e converse com os seus colegas sobre as experiências deles no local. Porém, lembre-se que as suas percepções devem ser formadas por você. Se mantenha longe dos colaboradores "tóxicos" e que muitas vezes estão insatisfeitos, mas não fazem nada para mudar as próprias situações. 


3) Abrace o que realmente cabe nos seus braços


Divulgação

Claro que é importante ser proativo e ir além das obrigações diárias, porém cuidado com a "síndrome do faz tudo" para conseguir uma efetivação. Vale ser responsável e "abraçar" as atividades que realmente você dará conta e fazê-las de forma inovadora. Se envolva com os demais setores se realmente tiver aprendido rápido as suas funções e tiver um tempo livre.


4) Ouça mais, fale menos

 
Divulgação

Essa premissa parece óbvia, mas na prática muitos profissionais a esquece. Para conhecer o ambiente de trabalho, a rotina, os colegas e principalmente os gestores que podem lhe efetivar é importante ouvi-los. Todos temos histórias interessantes e você pode aprender com as pessoas com quem quer ser efetivado. Ouça-os com atenção.


5) Pesquisa sobre a empresa: dentro e fora dela

Divulgação

Ferramentas como Linkedin e Love Mondays facilitam muito essa busca online. Ambos apresentam avaliação dos profissionais sobre empresas e a primeira ainda tem vagas que são possíveis de serem acessadas baixando um app no Smartphone. Aproveite essas facilidades da tecnologia e também do contato presencial. Converse com os funcionários da empresa, de todos os cargos, não se limite a saber apenas da área que quer ser efetivado e/ou que atua. Perguntes aos colegas da empresa se estão felizes, a quanto tempo trabalham na empresa, quais benefícios, e etc.


6) Mostre os seus feitos

 Divulgação

Fez todas as pesquisas, conversou com os colegas, e percebeu que essa é a empresa que quer ser realmente efetivado(a)? Chegou o momento de mostrar aos seus gestores a execução das suas atividades. É lembrado quem é visto. Esse ditado é antigo, mas é um fato. Faça uma apresentação bacana e/ou converse de forma privada com o seu gestor no café da empresa. Mostre as suas inovações nos processos. Se realmente a empresa tiver a oportunidade de efetivar alguém, o seu gestor lembrará dessa sua proatividade e esforços diários.

 
7) Força na peruca


 Divulgação

Não aconteceu a efetivação? Lembre-se que a modernização da Lei 6019/17, em vigor desde Abril do ano passado, trouxe ampliação do prazo de contrato temporário. De até 90 dias para até 180 dias. Por isso, não tenha pressa. Continue se dedicando diariamente e caso o contrato finda e não tenha a contratação fixa saia da empresa com as "portas abertas". A efetivação depende muito do momento financeiro da empresa e economia do país. Assim, muitas delas contratam após alguns meses de findar o contrato temporário. O desânimo tem que ser deixado de fora. Foque em fazer um bom trabalho e ser feliz todos os dias, o resto flui naturalmente.


Cinco dicas de exercícios de yoga corporativo para quem passa longas horas em frente ao computador



Acabou de voltar de férias e está procurando algumas dicas para estender mais um pouco essa sensação de relaxamento e descanso? Retomar a rotina sem perder os benefícios desse período de descanso, logo no primeiro dia de trabalho, pode ser muito desafiador. Mas é possível! A Yogist desenvolveu um método de yoga corporativo, pensado para quem fica longas horas em frente ao computador, e separou cinco dicas para ajudar a relaxar.
São posturas e técnicas de respiração que podem ser praticadas em qualquer lugar, sem material e sem precisar de troca de roupa. Elas ajudam a combater o sedentarismo, prevenir e aliviar as dores relacionadas à postura sentada, e além de tudo, a aprender a lidar com o  estresse e otimizar a concentração ao longo do dia. Confira:

1 – Adote a postura sentada correta
Se não há como fugir da postura sentada, podemos adotar uma que cause menos tensões e desequilíbrio para o corpo. Podemos começar com a postura de baixo para cima: coloque a planta dos pés firme no chão, pés afastados na largura do quadril (as pernas cruzadas causam um desequilíbrio no quadril podendo trazer dores na coluna). Os joelhos formam um ângulo de 90 graus – regule a sua cadeira na altura certa para evitar uma compressão das coxas, prejudicando a circulação do sangue nas pernas). Rolando os glúteos para traz com a ajuda das mãos, sente em cima dos ísquios, aqueles ossinhos pontudos, e a coluna fica naturalmente mais reta. Contraindo levemente a cintura abdominal profunda, role os ombros para trás e para baixo, e finalmente alongue o pescoço para cima: você chegou na postura sentada correta!
Lembre-se de  voltar a essa postura toda vez que for sentar em algum lugar, em particular na sua mesa de trabalho.

2 – Respiração completa
Começou a sentir o nível de estresse subir? Precisa focar em alguma tarefa específica num ambiente barulhento? Experimente a respiração completa, ela ajuda a relaxar e a se concentrar: continuando na postura sentada correta, coloque as mãos na barriga e comece a visualizar a sua respiração em três tempos: sempre pelo nariz, inspire primeiro sentindo o ar na barriga, depois no peito e, por fim, na garganta. Na exalação, siga os mesmos três passos, expulsando o ar pela barriga, pela caixa torácica e pela garganta. Repita por pelo menos 5 ciclos, procurando sempre alongar o seu ciclo respiratório, em particular na exalação. Observe os bloqueios e as diferenças com a respiração natural, alongando no máximo a expiração.

3 – Alívio do pescoço
Nas situações de estresse contínuo, ele passa não somente a ser um estado mental, mas também se manifesta em tensões em certas regiões do corpo, e o pescoço é uma dessas! Além disso, a musculatura do pescoço é muito solicitada pela nossa postura curvada em direção à tela do computador ou do celular. Com alguns exercícios simples, é possível aliviar essas dores do cotidiano: sentando reto na sua cadeira, inspire, e na exalação deixe a sua cabeça cair para o lado direito. Deixe a gravidade agir durante pelo menos 3 respirações, alongando suavemente a lateral esquerda do seu pescoço. Inspire e volte para o centro. Na exalação, repita para o outro lado. De volta para o centro, exale levando o seu queixo na direção do peito. Mantenha novamente por pelo menos 3 respirações, sentindo a nuca se soltar aos poucos. Volte com cuidado na inspiração.
Repita sempre que precisar, de preferência, antes de sentir a sua nuca completamente travada!

4 – Automassagem “Power nap”
Depois de longas horas na sala de reunião, ou concentrado na tela do computador, a nossa mente está cansada, os olhos ardendo, e precisamos de um momento de descanso. A automassagem no rosto é uma forma de relaxar e descansar a cabeça em apenas alguns minutos: esfregue uma palma da mão contra a outra durante 10 segundos para elevar a temperatura das palmas. Fechando os olhos, aplique as suas mãos na região ocular do rosto, sem tocar as pálpebras. Descanse um minuto os olhos no calor e na escuridão e, em seguida, comece a massagear o seu rosto com a ponta dos dedos – sobrancelhas, testa, têmporas, maçãs do rosto, bochechas... junto com uma respiração profunda.

5 – Postura da criança
Para providenciar um relaxamento completo do corpo, a prática do yoga corporativo propõe posturas de curvatura para frente, onde a cabeça fica abaixo do coração, auxiliando o relaxamento rápido do sistema nervoso: sentando na borda da cadeira com os joelhos bem afastados, inspire e alongue a coluna para cima. Na exalação, incline o busto para frente e para baixo, deixando aos poucos a parte de cima do seu corpo relaxada entre as pernas, cabeça solta. Mantenha a postura por cinco respirações profundas, sentido o alongamento da lombar, o corpo se relaxando e a mente se acalmando. Na hora de voltar, suba inspirando, devagar, desenrolando a coluna, deixando a cabeça por último. Antes de voltar ao seu trabalho, fique de olhos fechados um momento, observando o efeito dessa postura.

Fique à vontade para combinar todos os exercícios, criando a sua própria rotina com menos estresse, menos tensões e mais foco. A consumir sem moderação!

As dicas são de Armelle Champetier - diretora da Yogist no Brasil. 


Posts mais acessados