Pesquisar Blog Jornal da Mulher

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Especialista fala sobre o perigo do engasgo para as crianças



O engasgo ocorre quando a traqueia é bloqueada por líquidos, alimentos ou qualquer tipo de objeto. A epiglote, uma espécie de porta da laringe, se movimenta de acordo com a necessidade e fica aberta para a passagem do ar até os pulmões, porém, quando engolimos algo a epiglote fecha para impedir a entrada de alimentos pelo canal errado. Segundo Dra. Maura Neves Otorrino da Clinica MedPrimus a aspiração de corpo estranho é um acidente doméstico frequente. Queixas de engasgos ou aspiração são frequentes em emergências hospitalares.

Na década de 80 a mortalidade chegou a 4 casos a cada 10.000 crianças. Recentemente, leis que regulam o tamanho dos produtos infantis ajudaram a reduzir esses números e os caos de asfixia acidental. Dra. Maura alerta, os pais devem ficar atentos, pois a maior parte dos acidentes ocorre com objetos do dia a dia.

 Por que ocorre engasgamento ou aspiração? “A maioria dos casos ocorre em crianças entre 10 a 24 meses. Nesta faixa etária a ausência dos dentes molares e pré-molares (que ainda não nasceram) associados à tendência de levar objetos a boca ajudam a ocorrência de asfixia e engasgamento. A ausência dos dentes posteriores dificulta o controle do alimento ou objeto dentro da boca. Por isso, há maior chance de ocorrer engasgo ou aspiração.” Conta Dra. Maura Neves.

A maioria dos casos de engasgamento ocorre com alimentos como uvas, maçã e tomate cereja por exemplo. Além disso, sementes como castanhas, pipoca, amendoim ou balas duras também causam acidentes. Como segunda causa mais frequente tem-se peças plásticas pequenas (brinquedos, tampa de caneta, etc) e objetos metálicos como baterias e moedas.

O que acontece? De acordo com a médica os sintomas variam de acordo com o local onde o corpo estranho atingiu. Quando existe um engasgamento ou aspiração atente-se para a ocorrência de:

1.     Falta de ar e cansaço para respirar;
2.     Chiado no peito (sibilancia);
3.     Ruído respiratório (estridor);
4.     Tosse continua;
5.     Cianose: extremidades arroxeadas;
6.     Dificuldade em engolir a saliva: especialmente se a criança engolir acidentalmente algo que fique impactado.

Para prevenir, evite dar alimentos grandes para as crianças. Tomates cereja, uvas, dentre outros devem ser cortados em 4 pedaços. Evite dar pipocas e outros alimentos perigosos. 

No caso de ingestão acidental com engasgamento ou aspiração, procure imediatamente um hospital!





Dra. Maura Neves - otorrinolaringologista da Clinica MedPrimus
Clínica MEDPRIMUS






Nenhum comentário:

Postar um comentário