Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Terceira idade: Confira 5 dicas para prevenir as doenças do inverno



Vacinas, bons hábitos alimentares e atividade física regular ajudam a proteger os idosos dos males respiratórios, mais comuns em baixas temperaturas.


Os idosos estão entre as principais vítimas das doenças de inverno, principalmente das infecções respiratórias e das dores nas articulações, que pioram com o tempo frio. Por isso, é importante adotar certos cuidados para evitar internações ou agravamentos de males que já existem. Para conscientizar a população mais madura, o geriatra Thiago Monaco, consultor da Netfarma, dá algumas dicas que auxiliam na prevenção das enfermidades que chegam quando ocorre queda nas temperaturas.


Vacina contra a gripe

O recurso evita a contaminação pelo vírus influenza, cuja transmissão se torna maior no inverno, quando as pessoas costumam ficar confinadas em locais fechados. Distribuída gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), a vacina é indicada para quem tem mais de 60 anos. Na imensa maioria dos casos, não há efeitos colaterais e quando ocorrem – como dores musculares, mal-estar, dor de cabeça, febre baixa, vermelhidão e coceira no lugar da aplicação –, desaparecem entre 24 e 48 horas após a vacina ser aplicada. “O idoso só tem a ganhar ao fazer esta importante prevenção”, afirma o médico.

Outra dica importante é fortalecer o sistema imunológico com o consumo regular de vitamina C. Vale sempre lembrar da importância do idoso consultar seu médico antes de tomar qualquer suplemento.



Lavar as mãos com maior frequência

Como os micro-organismos estão em toda parte, para evitar contaminações, é essencial adotar o hábito de lavar as mãos com frequência com um sabonete neutro, principalmente após estar em locais públicos, fechados e lotados. Na hora de espirrar ou tossir, procure usar um lenço. As mãos devem ser lavadas imediatamente após o espirro ou o mais breve possível.


Dieta equilibrada

Uma alimentação rica em vegetais, proteínas, carboidratos e grãos é essencial para manter o sistema imunológico fortalecido, evitando deficiências nutricionais. Já o consumo de pelo menos 2 litros de água por dia é vital para evitar a desidratação, ocorrência relativamente comum em idosos tanto no calor como no frio.


Atividade física

Nesta época do ano, deixe a preguiça de lado. É importante que todos continuem fazendo algum esporte. Além de esquentar, as atividades auxiliam na prevenção de dores articulares que costumam aumentar no frio. Para regular a temperatura corporal, ocorre uma contratura muscular, que é aliviada durante as atividades. Para os idosos, caminhadas, natação e hidroginástica são indicados pois não sobrecarregam as articulações. Qualquer pessoa deve sempre consultar um médico antes de iniciar qualquer atividade física. 


Roupas quentinhas
 
O organismo das pessoas mais velhas pode encontrar maior dificuldade na regulação da temperatura corporal, ou seja, os idosos podem sentir mais frio que os jovens. Sendo assim, eles devem se agasalhar bem e evitar sair de casa nos horários mais frios do dia. “Aquecedores são uma boa pedida, mas é também preciso certo cuidado com os aquecedores a gás, que liberam monóxido de carbono,” conclui o especialista.




Nenhum comentário:

Postar um comentário