Pesquisar este blog

domingo, 23 de julho de 2017

Cuidados com a pele: saiba o que perguntar para seu médico e transforme sua consulta



A cirurgiã plástica Sídia Holanda dá dicas para uma experiência muito melhor

Já ficou sem saber o que perguntar na hora do encontro com seu médico? Saiba que é muito comum – principalmente quando o assunto é a pele. No momento da consulta, por medo ou vergonha, a maioria dos pacientes não fazem os questionamentos necessários e acabam saindo do consultório com mais dúvidas do que quando entraram, ou não entendendo o que foi sugerido pelo profissional, afetando negativamente o resultado final da consulta.

Para esclarecer e deixar os pacientes preparados para encontrar-se com seu profissional especialista, a cirurgiã plástica Sídia Holanda lista algumas perguntas importantes: “Primeira pergunta importante, quais os cuidados necessários para a minha idade? Depois, o que é possível ser feito e o que eu deveria ter feito. Claro que, os cuidados com a pele devem começar desde criança, de preferência a partir dos 6 meses, evitando exposição excessiva ao sol e utilizando proteção solar todos os dias. Mas, vamos considerar que é um adulto/adolescente se consultando”, explica.

Outro ponto que sempre merece ser trazido à conversa com o médico, segundo a cirurgiã plástica é a quantidade de água ingerida durante o dia e a hidratação correta. Já que há muitas informações controversas sobre o assunto e a pele pode ser um bom indicativo da ausência ou não de hidratação.  De todo modo, ela adverte que a necessidade do consumo diário de água fique em torno de 2 litros, já que o líquido é um dos componentes principais do nosso organismo impedindo que a nossa pele se desidrate e fique ressecada.

A Dra Sídia também atenta para as perguntas que devem ser feitas quando o médico especialista recomenda algum procedimento o paciente como, por exemplo: qual o valor, quanto tempo dura o efeito, quando é possível ver as mudanças, se causa dor, qual é o resultado em outros pacientes com a mesma indicação, se o profissional é mesmo médico e com formação adequada na área  para realizar o procedimento, qual é o tempo de recuperação, qual é a marca dos medicamentos/dermocosméticos que serão utilizados, verificar se estão devidamente lacrados e se o produto a ser utilizado condiz com a indicação, utilização de descartáveis, quais as diferenças entre as marcas disponíveis e por que ele optou por usar as que está apresentando, data de validade, quais são as tecnologias empregadas, quais os riscos, quais os efeitos adversos previstos e, por fim, quais as alternativas à prescrição.

“Uma das mais frequentes solicitações em meu consultório é sobre quais são os tratamentos mais eficazes para bolsas dos olhos e olheiras. Nesse momento, apresento para o paciente todos os recursos disponíveis para tratar e evitar a piora tanto de um quanto de outro.  Entre as minhas indicações estão:  ter uma boa noite de sono, evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e também o tabagismo, ter uma alimentação saudável com pouco sódio, realização de drenagens linfáticas na região das olheiras e, ainda, fazer a aplicação de compressas frias ou cremes calmantes e vasoconstrictores diariamente. E, para as olheiras profundas, recomendamos o preenchimento com ácido hialurônico, procedimento feito no consultório, em cerca de 30 minutos com resultados perceptíveis imediatamente podendo durar até 12 meses. Já para as bolsas decorrentes do acúmulo de gordura -  comum no processo do envelhecimento – pode haver  indicação da blefaroplastia, cirurgia da pálpebra”, explica a cirurgiã.




Allergan





 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados