Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quarta-feira, 21 de junho de 2017

O perigo das Arboviroses e como se proteger



O laboratório Rocha Lima já possui vacina preventiva contra um dos principais arbovirus presentes no Brasil





As arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, todos eles transmitidos pelo mosquito aedes aegypti, no entanto, a classificação de arbovírus engloba todos aqueles transmitidos por artópodes: insetos ou aracnídeos.

Atualmente, no Brasil, a onda dessas doenças transmitidas pelo mosquito da dengue tem crescido de forma gradativa e alarmante, por conta das condições climáticas e de saúde pública, que preocupam muito a comunidade médica e o governo.

Os sintomas de quem é contaminado por algum dos tipos de arbovírus são: febre, dor de cabeça, mal estar, dor nas articulações, manchas vermelhas e erupções na pele, náuseas e vômito, o que poucos sabem, é que, o que muda de uma doença para outra, é a intensidade de cada sintoma.
"Um grande desafio para os profissionais de saúde é a pluralidade de manifestações clínicas e a diversidade de agentes infecciosos envolvidos. Só recentemente o diagnóstico laboratorial tornou-se um aliado importante na luta contra doenças provocadas por arbovirus, mas ainda, os testes laboratoriais não são abrangentes e não estão disponíveis a toda a população, o diagnóstico e tratamento precoce destas doenças podem minimizar os danos aos pacientes”, declara Dr. Rafael de Menezes Padovani , responsável técnico do Laboratório Rocha Lima.

No entanto, já foi desenvolvida uma vacina que ajuda na prevenção contra a dengue, uma das doenças mais comuns entre os arbovírus.  O Laboratório Rocha Lima, de São Caetano do Sul, já tem disponível a vacina contra a Dengue, que deve ser aplicada em adolescentes, adultos e crianças a partir dos 9 anos de idade.  São quatro soro tipos da doença, então mesmo que uma pessoa já tenha sido contaminado pela Dengue, deve ser vacinado.
Os pacientes que possuem HIV e doenças relacionadas a baixa imunidade não podem tomar a vacina, que também não é indicada para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Já as mulheres em idade fértil, devem entrar em contato com seus médicos.





Laboratório Rocha Lima



Nenhum comentário:

Postar um comentário