Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Especialista dá 5 dicas para proteger seu pet durante a Copa


Barulheira e festão do maior torneio do mundo podem acabar virando dor de cabeça para seu animal de estimação


A cena é clássica. Jogo do Brasil na Copa, seu chefe te libera mais cedo do trabalho e você se reúne com seus amigos e familiares para assistir à partida. Minutos depois, a seleção marca um gol e a festa está completa: abraços, gritos, rojões e fogos de artifícios. Mas o que era para ser motivo de celebração e descontração, pode acabar virando dor de cabeça se você tiver um animal de estimação em casa. É o que explica Lara Torrezan, veterinária e diretoria do aplicativo Dot Pet.

"Os animais possuem uma sensibilidade auditiva bem maior que os humanos, e consequentemente, sentem mais incômodo nos ouvidos diante de sons muito altos. Alguns pets, principalmente os cães e gatos, se assustam facilmente com fogos de artifício e rojões, podendo associar o barulho com perigo. Isso pode gerar neles as mais diversas reações como fugas ou brigas, até mesmo entre pets que já convivem juntos", diz.

Mas como evitar esse tipo de problemas e proteger seu animal? Veja algumas orientações da veterinária Lara Torrezan:


1 Algodão

Altos barulhos como rojões e fogos de artificio podem levar o pet a danos psicológicos. O animal pode ficar estressado e apresentar alterações comportamentais, como reações exacerbadas diante de qualquer ruído, até mesmo aqueles distantes e inofensivos. Uma dica para evitar isso é o uso de algodão nos ouvidos, ajudando a diminuir o barulho.


2 Coleiras com identificação

Como já falamos anteriormente, os altos barulhos podem causar uma reação inesperada no seu pet, como, por exemplo, a fuga. Por essa razão, é fundamental identificar seu animal com nome, número e endereço. Além disso, em dia de festa como jogos da Copa, é natural que o fluxo de pessoas indo e vindo seja maior. Por isso, não se esqueça de sempre fechar a porta ou o portão.


3 Preparar cômodo isolado

Outra saída para diminuir os efeitos da "barulheira" é criar um ambiente especial para o seu pet. Isso engloba colocar colchão tampando as janelas, forrar o chão com cobertor e até mesmo cobrir o bichinho com um edredom. Ele se sentirá mais seguro e protegido.


4 Retirar a comida horas antes do jogo

Além de ficar de olho para seu animal não roubar nenhum alimento, é recomendável retirar a ração horas antes do jogo, para evitar complicações como vômitos e torção gástrica, no caso de cães de porte grande. Isso porque ele pode comer rápido demais devido à agitação o que pode levar a diversas situações de desconforto. A água, no entanto, deve sempre ficar disponível.


5- Proteja, mas dê liberdade

Os pets tendem a se sentir mais seguros na presença dos donos. No entanto, o carinho é um presente, é a recompensa por uma atitude correta. "O ideal é agir normalmente, mostrar ao seu pet que aquela é uma situação normal, associar aquela situação a uma coisa boa. Pontuado isso, não exagere nos carinhos para protege-lo. Você pode estar incentivando o medo que ele está sentindo. Ele deve entender aquela situação como normal, pois se em algum momento você não tiver presente o estresse dele pode se elevar", avalia Lara.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados