Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Cinco atitudes que você precisa mudar para ser mais resiliente no ambiente de trabalho


Otimismo, ponderação, relações interpessoais saudáveis, são alguns aspectos fundamentais para quem quer desenvolver a resiliência


Com a globalização e a inteligência artificial, que cria processos de mecanização do mercado de trabalho, tornam-se cada dia mais valorizadas características exclusivamente humanas, entre elas, a resiliência. Segundo o fundador da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL), Gilberto Cury, a resiliência nada mais é que a capacidade de se recuperar emocionalmente de forma rápida, sem deixar que situações extremas e/ou incômodas nos impeçam de pensar novas saídas para o mesmo problema. "Fica fácil quando imaginamos uma planta que enverga com o vendaval. A resiliência é, exatamente, a aptidão dela em voltar ao seu estado original", explica.

Cury fala, ainda, que pessoas mais resilientes, são mais felizes, menos estressadas, mais seguras e, consequentemente, possuem maior poder de decisão e solução de problemas. Abaixo, algumas dicas para que você consiga desenvolver essa habilidade tão procurada no mercado de trabalho.


Seja positivo

A resiliência tem como premissa encarar as situações como oportunidade. É importante tentar enxergar os acontecimentos como algo positivo. "Faça um balanço interno de suas vontades, seus motivos e perceba que lidar de forma positiva, independente do resultado, é a melhor forma de se levantar", afirma.


Aprenda a se defender

Dar a resposta apropriada quando se está em um confronto ou dilema é uma forma de autodefesa. O fundador da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL) afirma que é necessário, sempre, reverter um momento de dificuldade em compreensão. "Isso ajudará a economizar energia, ao invés de promover o desgaste com situações que não mereciam tanta atenção".


Relacionamentos saudáveis

Conversar com familiares ou amigos pode aumentar a autoconfiança e sua autoestima, diminuindo consideravelmente o impacto da adversidade. Manter ou criar relacionamentos saudáveis é o que ajuda a suportar situações estressantes do dia a dia. "Pessoas solitárias ficam mais susceptíveis a condições de estresse. O apoio social é fundamental para o desenvolvimento da resiliência", Finaliza Gilberto Cury.


Aprenda com o passado

O especialista afirma que é preciso usar a experiência para compor o seu aprendizado. "Procure assimilar rapidamente as novas experiências ou aquelas que são inesperadas e agregam mudanças em sua vida. Pergunte-se sempre: qual é a lição por trás disso? Mesmo nas situações mais difíceis, perceba que no passado você já superou o que achava ser difícil. Se for possível, sorria e mantenha o pensamento positivo, pois isso ajuda a liberar endorfina e oxitocina, substâncias que auxiliam a enfrentar situações de pressão", complementa.


Receba bem as mudanças

A mudança assusta. O especialista que a falta de controle sobre as novidades, geralmente, é o principal fator para que imprevistos e "alterações de percursos" sejam encaradas de uma maneira tão sombria. "É muito importante buscar todo o potencial benéfico de uma mudança. A possibilidade de experimentar suas diferentes habilidades para lidar com aquilo que você ainda não conhece, por exemplo, é uma das vantagens de aceitar qualquer variação que aparecer", finaliza.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados