Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Operação Lava Jato



 Especialista em Segurança e Inteligência pergunta: como os corruptos burlaram os sistemas e desviaram tanto dinheiro?

O economista Professor Ricardo Gennari questiona as atuações do COAF e dos sistemas de inteligência bancários


Segue um mistério a intensa movimentação de dinheiro, dentro e fora do país, deflagrada pela Operação Lava Jato. Os valores desviados são astronômicos (só uma empresa pagou propina de aproximadamente R$ 10 bilhões de reais!).

“Para esconder dinheiro dentro de baia de cavalo, dentro da cueca, debaixo do colchão e mesmo movimentar dinheiro pessoalmente é necessário ter papel moeda ou utilizar transações bancárias, transferências e instrumentos financeiros. Com certeza uma das formas utilizadas foi a lavagem de dinheiro”, comentou o professor Ricardo Gennari, economista e especialista em segurança, inteligência e estratégia e CEO da Troia Intelligence.

No Brasil, o Controle de Atividades Financeiras (COAF), entidade ligada ao Ministério da Fazenda, é o órgão fiscalizador de todo o sistema e tem como objetivo combater os crimes financeiros. Todavia, muitas perguntas ainda não foram respondidas e seguem incógnitas: como os corruptos movimentaram tanto dinheiro no país sem serem rastreados? Cadê a inteligência do COAF? Ninguém, nem mesmo o  sistema de inteligência dos bancos, percebeu tamanha movimentação financeira?

Atualmente é fundamental que as grandes empresas e as instituições financeiras contem com sistemas de proteção e controle contra fraudes, corrupção e lavagem de dinheiro, e até mesmo, medidas contra o financiamento do terrorismo. “A Governança Corporativa e a aplicação do Compliance são ferramentas indispensáveis para conferir políticas e diretrizes que possam coibir fraudes, desvios e más condutas”, conclui Gennari.

Resta saber agora quais são as mágicas (...) que os corruptos usaram para conseguir driblar o COAF as instituições financeiras.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados