Pesquisar este blog

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O Dia das “Mãe-drastas”



Especialista explica como evitar conflitos na relação com enteados

O Dia das Mães, comemorado em 14 de maio, é celebrado por todos os tipos de mães que existem, desde as tradicionais, até as madrastas que cumprem o papel de mães ausentes, passando por madrinhas, tias, avós e irmãs mais velhas. Porém, o psicólogo e professor da Faculdade Santa Marcelina (FASM), Breno Rosostolato explica que existe muita resistência na relação entre enteado e madrasta, baseada em uma construção de pensamento impositiva e aprisionadora. “As crises conjugais, divórcios e “recasamentos” acabam respingando nos filhos e afetando a relação dessa nova formação familiar”, – afirma o psicólogo. 

Além dos obstáculos na vida real, algumas produções audiovisuais reforçam a imagem negativa das madrastas, como a Carminha (interpretada por Adriana Esteves), de Avenida Brasil (2012), Nazaré (Renata Sorrah), de Senhora do Destino (2004). Os contos de fadas também contam histórias de madrastas malvadas, como os longas “Cinderella” (1950) e “Branca de Neve e os Sete Anões” (1937), disseminando a imagem negativa da nova companheira do pai, ressalta o psicólogo.

O especialista frisa que é irracional achar que na vida real a madrasta é malvada, ciumenta, invejosa e o enteado sempre é inocente e bonzinho. Todos ocupam uma parte nessa história e essa participação será perturbadora de acordo com a atuação de todos os envolvidos.


Abaixo o especialista lista algumas dicas que podem melhorar a convivência.

Não transforme a relação em uma disputa.

- Respeite o tempo que o pai precisa passar com o filho e incentive uma aproximação entre o entre eles. A briga por atenção é uma das principais queixas dos enteados e madrastas.

- Não caia nas provocações dos enteados, por mais que a relação esteja complicada, é importante manter a paciência. No início, é comum que as crianças sintam ciúmes.

- Seja agradável e dê atenção para a criança ou adolescente. Realizar brincadeiras em casa, programar atividades para fazer juntos sempre que possível, com o enteado, é benéfico para relação.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados