Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Recém-formados: especialista aponta caminhos a seguir após a faculdade



Dúvidas dos estudantes podem atrasar a entrada no mercado de trabalho


O que fazer depois de formado? Buscar experiência na área, fazer um intercâmbio ou engatar uma especialização? Com tantas opções, muitos estudantes ficam em dúvida quanto à trajetória que devem seguir logo após a graduação.

O professor doutor Nelson Castanheira, diretor de Pós-graduação Lato Sensu e Pró-Reitor de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão do Centro Universitário Internacional Uninter orienta os recém-formados que ainda não têm ideia de quais devem ser os próximos passos profissionais. “O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, o que exige proatividade e múltiplos conhecimentos. Logo, não há tempo para se acomodar ao concluir a faculdade e nem pensar em descansar para dar o próximo passo”, explica Castanheira.

Para quem quer seguir a carreira acadêmica, o mestrado é o caminho mais indicado. Se o recém-formado ainda não possui um segundo ou terceiro idioma, este é um momento importante para aprender uma nova língua e incrementar o currículo. Cursos online, presenciais e até vivência internacional são algumas opções. Já se o foco é aprimorar o conhecimento dentro da área de interesse, um curso de especialização é uma boa alternativa.

Pesquisas indicam que os brasileiros têm dado continuidade aos estudos. Segundo a Fundação Capes do Ministério da Educação, o Sistema Nacional da Pós-Graduação (SNPG) cresce de forma sustentável e contínua, atingindo o crescimento de 25% no número de programas nos últimos quatro anos. Houve também um aumento de 77% no número de cursos de mestrado profissional, e o mestrado acadêmico e o doutorado também evoluíram atingindo um percentual de aumento de 17% e 23%, respectivamente.

E se o aluno pretende iniciar uma especialização focada no mercado de trabalho, mas ainda não sabe qual curso escolher, Castanheira aponta um caminho.  “O futuro profissional não é mais daqui a 10 anos, mas sim daqui a um ou dois anos. O desenvolvimento tecnológico avança rapidamente, criando novas funções e novas profissões e extinguindo outras. As profissões do futuro estão intimamente ligadas a esse desenvolvimento tecnológico, o que envolve áreas como de desenvolvimento de software, e-commerce, marketing digital e alguns importantes ramos da engenharia”.

“O importante é o aluno que se gradua hoje estar preparado para estudar sempre. A obtenção do diploma de graduação é apenas um degrau de uma longa escada a ser subida rumo ao sucesso profissional”, comenta Castanheira.




Grupo UNINTER

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados