Pesquisar no Blog

terça-feira, 27 de março de 2018

Personal Organizer e a organização pós luto


                                 Profissão surgiu nos Estados Unidos há mais de 30 anos, no Brasil as primeiras profissionais surgiram em 2010



Vindo do inglês, ser Personal Organizer significa ser Organizador Personalizado, ou um Profissional da Organização. É alguém que domina técnicas para deixar um ambiente organizado de forma prática e eficiente, otimizando tempo e gastos desnecessários.

A profissão surgiu nos Estados Unidos há mais de 30 anos, no Brasil no entanto, as primeiras profissionais surgiram em 2010, quando havia poucas opções de cursos de qualificação na área.

Contudo, a profissão está começando a ser descoberta pela maioria da população, e com o avanço da divulgação nas redes sociais, vem crescendo de forma rápida e ganhando cada vez mais espaço. 

De acordo com a Personal Organizer, Karen Mascareñas, que está no mercado há 1 ano, a divulgação boca a boca tem mais alcance do que qualquer outro método. "Quando você prestar o serviço e o cliente gosta e fica muito satisfeito com o resultado, ele te indica para todos, mostra fotos, e quando você olha, já está na casa de familiares, amigos, amigos dos amigos, e assim por diante".


Como funciona?

Um Personal Organizer começa com uma visita técnica à casa do cliente. É nesse momento que ela vai avaliar o espaço a ser organizado, conhecer a dinâmica dos moradores da casa, estudar soluções, e analisar o tempo que levará para executar o projeto. Somente assim, poderá se chegar a um orçamento.

Em seguida, após o cliente contratar os serviços começa então a organização, a retirada de tudo aquilo que ele não usa, separados por categorias. A personal precisa entender a rotina da família e de quem faz a manutenção do espaço para encontrar soluções funcionais para cada item.

Segundo Karen, por mês é possível atender 2 clientes caso seja a organização completa da casa ou empresa, sendo necessária a ajuda de auxiliares, e até 4 clientes caso sejam apenas alguns ambientes. 

"Nem sempre precisamos de ajudante para desenvolver um trabalho, às vezes uma, duas, só em casos de mudança ou de trabalho com acumuladores que precisamos de uma equipe".

A personal trabalha com os serviços de organização pós-luto, residencial, corporativo e presta consultoria. 

"Procurei inovar e trazer um serviço que atenda pessoas enlutadas, para dar comodidade e ajudar essas pessoas a passarem por esse momento. Porque sabemos o quanto é difícil perder um ente querido e ter ainda que organizar os pertences dessa pessoa. Então nós conversamos com a família e separamos o que fica de recordação, o que pode ser doado e o que vai para descarte", explicou Karen.


Mudança de hábito

Karen é jornalista, trabalhou em rádio, tv e agências de Relações Públicas por 8 anos, quando aos 30 anos começou a fazer cursos e decidiu ser Personal Organizer. “Quando me casei meu esposo costumava me chamar de "a louca da organização", e minha mãe também era muito organizada, e foi assim que nasceu a vontade de transformar minha mania em profissão”, contou.

Para a personal, a organização traz paz e leveza para a vida. Se algo esta bagunçado em alguma área da vida, ela reflete em tudo que nos rodeia. Quando a bagunça é organizada, é como se o horizonte ganhasse um novo olhar, um novo ar, afirmou.


Público que cresce

Segundo Karen, o serviço de organização tem sido muito procurado,  principalmente entre o público feminino: donas de casa, empresárias, noivas e mães, mas também é estendido ao público masculino.


Valorização

A personal organizer não é uma diarista, enquanto a diarista trabalha com a limpeza e manutenção do ambiente, a personal organizer é quem organiza o ambiente para otimizar o tempo da família. Por isso, o serviço é tão personalizado e valorizado.

"O organizador faz mais do que apenas guardar objetos em lugares visíveis, e fazer dobras personalizadas. O personal organizer é capaz de tirar toda 'tralha' emocional que o cliente carrega. É um trabalho muito sério, e precisa ser feito por um profissional certificado e capaz de cumprir com eficácia o conceito organizar e arrumar", disse.


Profissionalização

Atualmente em São Paulo já existem empresas que oferecem os cursos de Personal Organizer. Os cursos têm duração de cerca de três dias a uma semana e são realizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, entre outros.




Karen Mascareñas
Contato: (11) 9.6926-1639
Instagram: @karen_organizer
Fan Page:Karen Personal Organizer



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados