Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Rede de apoio às mães é fundamental para o aleitamento materno



Enfermeira da Maternidade São Luiz explica como cada um pode fazer seu papel


A Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM), que ocorre de 1 a 7 de agosto, completa o 25º aniversário este ano. O tema de 2017 é “Trabalhar juntos para o bem comum” e reforça a importância de todos entenderem, individual e coletivamente, a real importância do aleitamento, além de formar uma rede de apoio para as mães. 

Segundo Patricia Scalon, consultora e enfermeira do Grupo de Apoio de Aleitamento Materno (GAAM) da Maternidade São Luiz Itaim, chamar atenção principalmente para a questão do apoio emocional é fundamental. “Nesse começo, a mulher ainda fica muito perdida em conciliar as novas funções de mãe com as tarefas do dia a dia. Às vezes, ela sente que não vai dar conta de tudo e que não vai conseguir amamentar”, diz a enfermeira. 

“Frequentemente não existem locais apropriados para o aleitamento, como em restaurantes, por exemplo, deixando as mães desconfortáveis”. E embora haja muitas informações disponíveis sobre a amamentação, a especialista ressalta que ainda hoje existe preconceito e constrangimento quando o assunto é a amamentação em público. Por essas e outras razões, campanhas como a SMAM são necessárias. 

Diante do tema escolhido para o ano, Patricia esclarece como cada um da rede de apoio pode fazer sua parte e ajudar a mãe neste período: 


 Pai
 O apoio é principalmente emocional e de incentivo a não desistência, com sua presença e carinho durante a mamada. O pai também pode auxiliar no posicionamento do bebê para a pega correta, dando mais segurança e conforto à mãe, ser responsável por colocar o bebê para arrotar e cuidar da higiene. Pode, ainda, resolver situações que coloquem a mãe em momentos de estresse, prejudicando a produção do leite.


 Avós e demais familiares
 O mais indicado, de acordo com a enfermeira, é que a família ajude com as tarefas da casa e deixe mais tempo livre para a mãe passar junto ao bebê. Assim, ela terá mais tempo para se dedicar ao aleitamento e às descobertas da nova rotina. 


 Médicos e enfermeiros
 “Muitas pessoas acham que é a coisa mais fácil do mundo colocar o bebê para mamar, mas a ajuda profissional é necessária para saber como se posicionar, se o bebê está mamando direito e para não lesionar o mamilo. As enfermeiras atendem a mulher logo após o nascimento do filho para dar as orientações necessárias”, conta Patricia. 

 Depois que a mãe sai do hospital, ela ainda precisa de um lugar onde ela possa buscar ajuda. Neste momento, uma das principais referências é o pediatra, que deve encorajar, acompanhar a questão da amamentação de perto e deixar um canal aberto para ela tirar dúvidas nas consultas.

 Vale lembrar que, durante o pré-natal, muito de fala sobre parto e outras questões relacionadas, mas o aleitamento exige uma adaptação. Por esse motivo, é bom que o contato com este assunto aconteça mesmo antes do nascimento e este é um papel importante do obstetra. 


 Saiba mais sobre o Grupo de Apoio ao aleitamento materno (GAAM)
Como devo amamentar? A pega está correta? Meu leite é suficiente? Essas são perguntas comuns entre as mulheres no início do aleitamento materno. 

Pensando nisso, a Maternidade São Luiz criou o GAAM (Grupo de Apoio ao Aleitamento Materno) que visa incentivar a amamentação ainda no período de internação da mãe e do bebê, quando profissionais do GAAM tiram dúvidas e dão dicas sobre como amamentar corretamente.

O suporte do GAAM continua depois da alta da maternidade pelo Disque Bebê – canal telefônico exclusivo para as mães de bebês que nasceram na Maternidade São Luiz -, através do qual as mães podem tirar dúvidas sobre cuidados com seu filho ou agendar uma consulta sobre aleitamento materno. 

A Maternidade São Luiz também apoia o aleitamento materno na primeira hora de vida do recém-nascido. A amamentação logo após o nascimento é benéfica para mãe e bebê e não há contraindicação se os dois estão estáveis.




 Disque Bebê
Unidade Itaim: (11) 3040-1649
Unidade Anália Franco: (11) 3386-1330

No site do Hospital São Luiz:


Hospital São Luiz



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados