Pesquisar Blog Jornal da Mulher

sábado, 5 de agosto de 2017

O QUE SEU FILHO FAZ NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL?



Muitas crianças iniciam sua vida escolar na educação infantil. Todos os pais logo percebem o quanto a criança se desenvolve desde a sua entrada na escola, mas antes do inicio, muitos pais se perguntam: Mas afinal de contas, o que uma criança tão pequena faz na escola?

Deyse Ford Racy Haddad, diretora da escola bilíngue Tiny People, nos ajudará a entender o processo dentro do contexto escolar durante a educação infantil e que muito provavelmente será à base de todo o desenvolvimento da criança ao longo de sua vida.

Conhecimento de si e do outro: A escola contribui nos processos de socialização e de construção da identidade das crianças e dos cuidados essenciais necessários para seu desenvolvimento.

Linguagem Oral: Ampliar a capacidade de comunicação oral das crianças pequenas é uma das funções da educação infantil. A participação em diálogos, e em rodas de conversa e em atividades que envolvam relatos dos pequenos fatos e experiências, descrição de objetos e jogos verbais são algumas das situações que podem ser criadas em creches e pré-escolas para ampliar a capacidade comunicativa.

Artes Visuais: Insere as artes visuais como área específica do conhecimento, desenvolvendo a imaginação criadora, a expressão e a sensibilidade.

Brincar: O brincar é visto como uma das atividades fundamentais para o desenvolvimento e a educação das crianças. No brincar, as crianças exploram, perguntam, e refletem sobre a sociedade na qual vivem, desenvolvendo-se psicológica e socialmente. O brincar funciona como um cenário criado pelas crianças e baseado nas suas vivências para que possam expressar seu mundo interno, levantando hipóteses sobre seus sentimentos e os dos outros, sobre conceitos, atitudes e valores com os quais se defronta em sua vida.

Música: Deve ser considerada uma área de conhecimento, estruturando-se por meio do fazer (interpretação, improvisação, composição), do perceber a música e da reflexão (conscientizando questões relativas à organização e criação musical).

Linguagem Escrita: A aprendizagem da língua escrita começa antes dos 6 anos de idade. As crianças começam a pensar sobre a escrita e seus usos a partir de informações provenientes de intercâmbios sociais, quando presenciam diferentes atos de escrita e leitura por parte de adultos ou crianças mais experientes.

Conhecimento do Mundo: Crianças se interessam por temas como dinossauros, tubarões e castelos, que envolvem conhecimentos como sociologia, física, biologia e história.

Movimento: A criança se expressa e se comunica por meio de gestos, mímicas faciais, e interage utilizando fortemente o apoio de seu corpo. O referencial curricular propõe um trabalho que considere a dimensão expressiva\subjetiva do movimento e as diferentes posturas corporais exigidas no dia-a-dia, além do desenvolvimento psicomotor da criança de 0 a 6 anos.

Matemática: Caracteriza-se como uma atividade de resolução de problemas. Problemas são vistos como aquelas situações que mobilizam a criança para buscar respostas e soluções que propiciem a produção de novos conhecimentos.

Dentro deste contexto, estas são as capacidades a serem desenvolvidas pelas crianças nesta fase da vida:

De ordem Física: Apropriação e conhecimento das potencialidades corporais, autoconhecimento, autocuidado, uso do corpo na expressão de emoções, deslocamento com segurança.

De ordem Ética:  Construção de valores para nortear sua ação.

De ordem Afetiva: Motivações, autoestima, atitudes no convívio social, compreensão de si mesmo e dos outros.

De ordem Cognitiva: Uso e apropriação de formas de representação e comunicação e resolução de problemas.

De Inserção Social: Percepção de si próprio como membro de um grupo, de uma comunidade, de uma sociedade, com possibilidade de participação e responsabilidades com a vida coletiva.

De relação Interpessoal: Estabelecimento de um convívio social que envolva produzir, dividir e aprender com os outros.

De ordem Estética: Produção artística e apreciação da produção artística de sua comunidade, do país, de diferentes culturas e diferentes tempos históricos.

“Ufa! Não à toa seu filho chega tão cansado da escola. Principalmente porque ele faz tudo isso num ambiente de muita brincadeira, cuidado, segurança e carinho. Que delícia é ser criança!”, completa Deyse.




Tiny People- www.tinypeople.com.br  




Nenhum comentário:

Postar um comentário