Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Especialista da Maternidade São Luiz tira 15 dúvidas sobre amamentação



Tudo o que você precisa saber para ter uma amamentação tranquila e como driblar os principais problemas


Várias questões podem virar dúvidas das mães e familiares durante o período de gestação. Logo depois que uma criança nasce, é comum as mães começarem a se preocupar em como amamentar de maneira correta. Como fazer o bebê arrotar?; Posso acordar meu bebê na madrugada para amamentá-lo?; Quanto tempo deve durar cada mamada? Como saber se meu bebê está satisfeito?; são algumas das questões mais comuns.  

Para celebrar a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que acontece entre os dias 1º e 7 de agosto, Susane Fleckenstein de Moraes,  enfermeira obstetra da Maternidade São Luiz Anália Franco, reuniu as principais questões envolvendo o tema: 


1 - Qual a dieta recomendada durante a amamentação? 

Há dois produtos que influenciam a amamentação e merecem atenção. Os cafeinados, que devem ser consumidos com cautela, e a bebida alcoólica. Ambos entram na corrente sanguínea da mãe e passam para o bebê através do leite materno, prejudicando seu desenvolvimento.

Não existem restrições alimentares. A única exigência é de que a mamãe ingira de três a quatro litros de água ao dia. A dieta deve ser rica, variada e, acima de tudo, deve ser repleta de alimentos como frutas, cereais integrais, legumes e verduras, evitando alimentos industrializados e muito gordurosos, que não acrescentam valor nutricional nem para a mãe e nem para o bebê.


2 - A mamãe que está amamentando pode fazer alguma dieta restritiva?

Não, pois você precisa de uma dieta calórica durante o período de amamentação para oferecer proteína ao seu bebê. Por isso não é permitido restringir a alimentação no período, pois a mulher pode até vir a produzir menos leite. 


3 - Ingerir bebidas alcoólicas? É necessário restringir até aquela taça de vinho da semana?

Durante o período de amamentação deve-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, não podendo abrir exceções nem a pequenas quantidades, como uma taça de vinho semanal, por exemplo. 


4 - E quanto aos remédios? A restrição deve ser a mesma do período de gravidez?

A restrição aos medicamentos deve seguir os parâmetros estabelecidos pelo pediatra durante a gestação. Ainda assim, as mamães devem sempre consultar a bula do medicamento antes da ingestão. 


5 - Por quanto tempo a criança deve ser amamentada? 

A recomendação mundial é de que a criança deve ser amamentada até os dois anos de idade. 

Após um período determinado pelo pediatra, é obrigatório comer outros alimentos de forma bastante diversificada, para que a criança possa ser suprida de todos os nutrientes e da energia necessária. 


6 - O meu bebê não aceita deixar o peito, mesmo já estando na idade para comer outros alimentos. Como proceder?

O pediatra deve orientar a mãe quanto ao momento certo de a criança ingerir outro alimento além do leite materno. A introdução deve ser gradativa, seguindo sempre as orientações do especialista. 


7 - Como fazer o bebê arrotar? E se isso não acontecer, há algum problema?

Como o leite materno é de fácil digestão, nem sempre o bebê faz o barulhinho do arroto. Então, o ideal é que após a mamada, a mãe segure a criança no colo e deixe o corpo dela o mais em pé possível, com a cabecinha apoiada no ombro, por cerca de dez minutos. 


8 - Quanto tempo deve durar cada mamada? Como saber se meu bebê está satisfeito?

O tempo de cada mamada varia de acordo com cada bebê, que durante a amamentação mostra sinais de saciedade, soltando o mamilo da mãe por completo. 


9 - Posso acordar meu bebê na madrugada para amamentá-lo? 

Não é necessário, pois os bebês em geral seguem livre demanda de amamentação. Caso estejam com fome, emitirão sinais como choro, por exemplo, indicando que querem ser alimentados. Mas cabe ressaltar que no primeiro mês de vida o ideal é não ultrapassar três horas entre uma mamada e outra. 


10 - Existe algo a ser feito para aumentar minha a produção de leite?

A produção de leite depende da hidratação e do estimulo de sucção do bebê. Quanto mais o seio da mulher é estimulado, maior será a produção de leite. 


11 - Quando o leite acaba, toda a produção está encerrada de vez? 

O que acontece muitas vezes é que a falta de estímulo para a amamentação bloqueia a produção do líquido. Para que as mamas voltem à ativa, nada melhor que o estímulo do próprio bebê. 


12 - Posso oferecer água ao meu bebê que está exclusivamente no período de aleitamento?

Durante os seis primeiros meses de vida não é necessário, pois o leite contém nutrientes suficientes para contemplar a hidratação do bebê. 


13 - Meu bebê sempre engasga enquanto está mamando. Há algo de errado?

É importante que o bebê esteja em uma posição adequada para a amamentação. A mãe também deve verificar se a sucção está sendo feita da maneira correta. Ao verificar qualquer sinal de engasgue, pause a amamentação e continue somente após todo o leite já ter sido ingerido pelo bebê. 


14 - Posso congelar meu leite?

Sim, mas para isso o leite deve ser colocado em um recipiente próprio, que pode ser comprado nas farmácias ou em frascos e sacos que podem ser esterilizados em casa e devem ser colocados na geladeira, congelador ou freezer.


15 - Produzo muito mais leite do que o meu bebê consome. Posso doar o restante? Como fazer?

Algumas mulheres quando estão amamentando produzem um volume de leite além da necessidade do bebê, o que possibilita que sejam doadoras de um Banco de Leite Humano.

- Escolha um frasco de vidro com tampa plástica, pode ser de café solúvel ou maionese;

- Retire o rótulo e o papelão que fica sob a tampa e lave com água e sabão, enxaguando bem;

- Em seguida coloque em uma panela o vidro e a tampa e cubra com água, deixando ferver por 15 minutos (conte o tempo a partir do início da fervura);

- Escorra a água da panela e coloque o frasco e a tampa para secar de boca para baixo em um pano limpo;

- Deixe escorrer a água do frasco e da tampa. Não enxugue;

- Você poderá usar quando estiver seco.


Você sabia?

O aplicativo “Bebê São Luiz” tem o Hora de Mamar, um cronômetro para monitorar o tempo de amamentação de cada mama, registrando a data e o horário exatos.

O Bebê São Luiz é uma plataforma completa para iPad e iPhone que acompanha as gestantes desde o início da gravidez até o primeiro ano de vida do bebê. É gratuito e composto por diversos conteúdos sobre gravidez.

Hospital São Luiz nas redes sociais:
Blog do São Luiz com a Saúde: http://blog.saoluiz.com.br/
Facebook:
https://www.facebook.com/HospitalSaoLuiz
Twitter:
twitter.com/@hospsaoluiz




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados