Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Coach, Headhunter e Mentor: Você sabe a diferença?















Foto: Banco de imagens


Coach, Headhunter e Mentor! Aos ouvidos distraídos, essas três palavras parecem ter o mesmo significado, não é mesmo? E é comum nos depararmos com essas palavras no momento em que estamos buscando um novo direcionamento profissional e pessoal.

Afinal de contas, qual destes três profissionais é o mais adequado para a tão sonhada guinada na vida? É isso o que a Master Coach, Bianca Caselato, vai decifrar agora!


O que faz um coach?

Que tal receber orientações para objetivos futuros e que ajudem a conquistar o seu sonho? Se isto é o que procura, então é de um coach que estamos falando: "O trabalho de coaching é indicado para quem busca novas realizações, novos rumos. Estamos falando de objetivos e realizações profissionais e pessoais também, afinal de que adianta a pessoa ter o emprego dos sonhos se, na realidade, está insatisfeito com os rumos na vida pessoal? São elementos que estão diretamente conectados."

Para a especialista, o trabalho de coaching estimula as motivações de cada pessoa, reforçando seus valores e as suas crenças para que todos os elementos pessoais e profissionais estejam em harmonia.


O que faz um mentor?

Aqui a pegada é outra. Quando se fala de mentoring o conceito é ter um profissional de destaque em um determinado segmento aconselhando e acompanhando quem está no processo de mudança:
"O mentor é indicado para quem busca aprender com as experiências e de quem já está no mercado. Diferente do coaching, que trabalha fatores internos de cada um, o mentor traz a figura do profissional bem sucedido, ou seja, o exemplo é externo. É uma troca de experiências, de visões que auxiliam na formação profissional."

Bianca reforça outro diferencial do mentoring com relação ao coaching: O trabalho tem um cunho extremamente profissional e não interage com aspectos pessoais, como sonhos de vida.


O que faz um headhunter?

Headhunter pode ser tanto um profissional quanto uma empresa especializada na "caça" de talentos disponíveis para uma transição de emprego dentro do mercado de trabalho. Falando especificamente da figura do headhunter profissional, Bianca Caselato explica que geralmente são pessoas com muita visão de mercado, fruto de uma larga experiência e com um network consideravelmente grande.

"Quem busca este profissional está querendo se recolocar no mercado de trabalho, ou buscar outra colocação. Não há um trabalho aprofundado de análise de carreira, de sonhos de vida, de mudar de dentro para fora, há uma preparação específica para determinada posição. Não há nada de errado em utilizar um headhunter, porém se a ideia é mudar o direcionamento da carreira, o coaching é mais adequado." conclui Caselato.







Bianca Caselato - Master Coach formada em Administração de Empresas com ênfase em Comércio Exterior pela Faculdade de Estudos Sociais do Paraná- FESP. É especialista em SELF coaching, Executive Coaching e Master Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching, com certificação internacional, pela ECA - European Coaching Association, GCC- Global Coaching Community, BCI- Behavioral Coaching Institute e IAC – International Association of Coaching. Após uma bem sucedida carreira dentro de instituições bancárias, Bianca Caselato começou a atuar há dois anos em seu escritório Bianca Caselato Coaching com palestras motivacionais, coaching individual e empresarial com acompanhamento e diagnóstico de empresas de todos os portes.

Bianca Caselato Master Coach Trainer
Rua Padre Anchieta, 2540 - Sala 1115, Champagnat - Curitiba, Paraná





Nenhum comentário:

Postar um comentário