Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Alergias: Por que os casos aumentam tanto e como identifica-las?



De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde - atualmente 35% da população tem algum tipo de alergia, sendo 20% alergias respiratórias. Acredita-se que o principal vilão para este constante crescimento seja o nosso estilo de vida. No caso das alergias respiratórias, passar longos períodos em ambientes fechados, com pouca iluminação natural e pouca ventilação propicia o aumento dos ácaros, os principais causadores de asma e rinite.

Já as alergias de pele são em decorrência do maior acesso ao uso de produtos cosméticos pela população. O Brasil é o segundo maior mercado de cosméticos do mundo, sendo este um dos mercados que mais cresce. A maioria dos produtos utiliza em suas fórmulas substâncias que podem causar alergia, o que acaba sensibilizando um número maior de pessoas. Com as alergias alimentares, esse aumento decorre de vários fatores como maior ingestão de produtos industrializados, não respeitar o amadurecimento do aparelho digestivo da criança, oferecendo cada vez mais cedo alimentos que podem causar alergia. Outro fator importante e que está sendo estudado é o uso corriqueiro de remédios para azia e má digestão, que podem estar alterando o trato digestivo e tornando-o mais sensível. 

Desde quando criamos a Alergoshop, em 1993, temos como principal preocupação oferecer produtos para ajudar na prevenção das alergias. Como fazemos isso? Oferecendo produtos que evitem o contato com substâncias alergênicas. As capas de colchão e travesseiro anti-ácaros, por exemplo, evitam o contato com as partículas desencadeadoras de asma, rinite e dermatites. As linhas Total Care e Eclat, de maquiagem, são livres de 105 substâncias conhecidamente alergênicas e muito comuns em outros cosméticos. A linha de produtos de limpeza doméstica é desenvolvida com ativos naturais e livres de petrolatos. 

Além de produtos, também nos preocupamos em oferecer informações, pois acreditamos que essa é mais uma forma de ajudar na prevenção das alergias. Por isso, desenvolvemos um canal no Youtube  com diversos vídeos em que profissionais dão dicas sobre alergias, como identificar os principais sintomas, os tipos da doença e recomendações. Lembrando sempre que, para todos os casos, é fundamental consultar um médico. 

Dentre os casos mais comuns, a alergia respiratória é a que mais atinge a população. Ela se caracteriza por espirros, tosse, nariz coçando e escorrendo, falta de ar e peito chiando. Já as alergias de pele são caracterizadas por vermelhidão, coceira e inchaço. Por fim, as alimentares apresentam diarreia, vômitos e também podem causar sintomas respiratórios e de pele, por isso nem sempre são facilmente identificadas. 

O surgimento das alergias é decorrente de vários fatores como genética, ambiental e emocional. Uma pessoa com histórico familiar de alergia pode não desenvolvê-la desde que não entre em contato com substâncias desencadeantes. Então, quanto menos contato com substâncias que já são conhecidamente alergênicas, menor as chances de desenvolver algo. Vale ressaltar, porém, que as alergias nunca aparecem num primeiro contato com determinada substância. Para que a alergia surja, a pessoa precisa ter um certo número de contatos com a substância. Durante esse período a pessoa vai criando anticorpos até que, em determinado momento, a quantidade de anticorpos ativados desencadeia a reação. É como ir enchendo um copo de água que, se passarmos da quantidade ideal, acaba transbordando. 

Por isso, prevenir-se e usar sempre produtos e substâncias responsáveis é sempre uma opção mais segura e consciente para o seu bem-estar. 





Julinha Lazaretti - formada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, tem Pós Graduação em Imunologia e Especialização em Cosmetologia e é sócia diretora da Alergoshop. Há 23 anos é responsável pela área de Pesquisa e Desenvolvimento da Alergoshop e há dois anos responsável pela Operação e Expansão das Franquias. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados