Pesquisar Blog Jornal da Mulher

domingo, 2 de julho de 2017

SAIBA QUAL É A IDADE IDEAL PARA A PRIMEIRA CONSULTA AO DENTISTA




De acordo com dentista, o bebê deve ser levado ao dentista após o aparecimento do primeiro dente de leite


No que diz respeito aos cuidados bucais, é natural que os pais tenham algumas dúvidas, principalmente durante os primeiros meses de vida do bebê. Nessa fase, pensar em consultas ao dentista pode parecer algo precoce, porém, na verdade, é uma atenção que pode ser valiosa para garantir a saúde dentária do pequeno e evitar problemas futuros. “É uma preocupação que ajudará a garantir o correto crescimento da dentição da criança” afirma Rosane Menezes Faria, dentista da Caixa Seguradora Odonto.
  
De acordo com a profissional, o bebê deve ser levado ao dentista após o aparecimento do primeiro dente de leite, que normalmente acontece por volta dos seis ou sete meses de idade. “A primeira consulta no dentista serve, principalmente, para os pais receberem orientações sobre a alimentação, a forma correta de escovar os dentes do bebê, o tipo de escova de dente ideal, a pasta de dentes que deve ser utilizada e dicas de prevenção dos problemas bucais mais comuns”, explica.

“O principal benefício de levar o bebê ao dentista é receber informações antes de os problemas aparecerem”, complementa a especialista. Depois da primeira consulta, Rosane defende que o bebê deve ir ao dentista de seis em seis meses, para que o profissional possa acompanhar o aparecimento dos dentes e prevenir as cáries. “Além disso, é necessário levar a criança ao dentista quando surge sangramento da gengiva, se algum dente estiver escuro ou quebrado e se os dentes começarem a nascer afastados”, orienta.

Outra dúvida frequente dos pais é se podem ou não levar a criança a uma consulta antes do nascimento da primeira dentição. Para Rosane, embora a recomendação referencie que a primeira ida deve ser pelo nascimento do primeiro dente, não há nada que o impeça de procurar um dentista antes desta fase. “Fatores como o hábito de chupar o dedo ou o uso da chupeta, bem como questões relacionadas com a higiene e a alimentação futuras da criança serão esclarecidos na ocasião. O ideal na verdade, é que os pais até recebam orientações de prevenção dos principais problemas bucais já durante a gestação. Assim, quando o bebê nascer, a mãe já sabe como proceder com a limpeza da boca após as mamadas, que deve ser feita com água filtrada e gaze, entre outras informações,”, informa a especialista.
  
Por fim, a dentista pontua que os pais exercem forte influência sobre a saúde bucal das crianças, uma vez que são os responsáveis pelo estabelecimento de medidas que podem mantê-las livres de doenças. “É  um dever deles tratar com grande importância  a saúde bucal do filho e sempre lembrar que, principalmente no que diz respeito a uma vida saudável, mais vale prevenir do que remediar”, conclui .




Caixa Seguradora Odonto





Nenhum comentário:

Postar um comentário