Pesquisar Blog Jornal da Mulher

sexta-feira, 23 de junho de 2017

SBCP alerta: Frio aumenta atuação de falsos cirurgiões plásticos



 Temperaturas mais baixas chegam a aumentar em até 50% o número de cirurgias plásticas. Escolha do profissional é fundamental para garantir a segurança do paciente


Temperaturas mais amenas do inverno faz com que mais pessoas busquem por procedimentos estéticos como a cirurgia plástica. A exposição menor ao sol é mais favorável para a recuperação pós-cirúrgica. Mas, tão importante quanto escolher a estação do ano para fazer a cirurgia, é escolher o profissional certo: no caso da cirurgia plástica, é o cirurgião plástico, profissional com formação específica: seis anos de medicina, dois anos de especialização em cirurgia geral seguidos de mais três anos de especialização em cirurgia plástica.

Para cada cirurgião plástico especializado, existem dois que não são especialistas, mas realizam procedimentos de cirurgia plástica geralmente fora dos hospitais, o que pode trazer graves consequências para os pacientes, desde sequelas irreversíveis ou até mesmo levar à morte.

“No último ano nós tivemos diversos óbitos no Brasil, principalmente em procedimentos de lipoaspiração, realizados por médicos não especialistas. Em Goiânia, médico do trabalho; Campinas ginecologista; Rio de Janeiro, três óbitos: um cirurgião vascular e dois médicos sem nenhuma especialização”, afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Luciano Chaves.

Existem pelo menos 12 mil médicos não habilitados realizando procedimentos de cirurgia plástica no país, segundo estimativa da SBCP. Além de ser formado em medicina, o cirurgião plástico precisa cursar dois anos de cirurgia geral e três anos de especialização em cirurgia plástica. Por isso, somente um médico especializado está habilitado para realizar qualquer procedimento cirúrgico com a segurança necessária ao paciente. “O objetivo maior da Sociedade é levar para a população informação, esclarecimento”, conclui o presidente.

Em 2016 foram realizadas quase 1,5 milhão de cirurgias plásticas no país. Deste total, em torno de 900 mil procedimentos foram estéticos. Por isso, Luciano alerta àqueles que querem realizar alguma cirurgia plástica, sobre a necessidade de se informar antes e buscar um profissional especializado para atender.


Aplicativo permite pesquisar especialistas

A SBCP lançou recentemente um aplicativo para smartphones que contém informações sobre procedimentos reparadores e estéticos, além de dados do profissional associado, como endereço e telefone para contato.

O aplicativo é mais uma iniciativa da SBCP para levar informação ao público e reduzir o risco de erros médicos cometidos por profissionais sem especialidade na área.  A entidade já disponibiliza em seu site e nas sedes regionais informações ao público, como a lista de associados no país.

“Com essa facilidade ao alcance da mão, o paciente terá mais uma forma de acesso aos dados de todos os médicos cadastrados na SBCP para checar quem está apto para fazer a cirurgia plástica que ele tanto sonha, e, com isso, reduzir os riscos de complicações e maus resultados”, afirma Luciano Chaves.

O aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente nas lojas de aplicativos App Store (dispositivos iOS) e Google Play (Android), também oferece uma seção com notícias relacionadas a cirurgias plásticas e um canal de acesso reservado aos associados da SBCP.

No site da Sociedade, também é possível descobrir se um médico é membro titulado da SBCP ou não. O endereço é http://www.cirurgiaplastica.org.br/



Nenhum comentário:

Postar um comentário