Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Pneumologista da BP - A Beneficência Portuguesa explica como prevenir a gripe




Mesmo o Ministério da Saúde tendo estendido a vacinação contra a gripe à toda a população, nem todos foram aos postos de saúde ou clínicas privadas para buscar a prevenção contra a doença, o que tem preocupado os especialistas.

"No inverno as pessoas tendem a ficar mais confinadas em locais fechados, com pouca circulação de ar como, por exemplo, dentro de ônibus ou metrô. Esses locais contribuem para a propagação do vírus da gripe e, portanto, para a transmissão da doença", esclarece Pedro Genta, pneumologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O especialista alerta que o contágio ocorre quando o indivíduo entra em contato com gotículas contaminadas pelo vírus espalhadas no ar. Essas gotículas podem surgir a partir de um espirro ou mesmo pelo contato com algum objeto ou local contaminados por secreções.

"Desenvolver o hábito de higienizar as mãos, ou seja, lavá-las sempre antes e depois de ir a algum lugar, além de evitar permanecer em locais fechados e ter contato físico com pessoas contaminadas são os cuidados básicos para prevenir a gripe em qualquer época do ano e não só no inverno", acrescenta o pneumologista da BP.

Sintomas como febre alta, congestão nasal, dores musculares, dor de garganta e indisposição duram, em média, três dias. Porém, caso persistam por mais tempo ou se agravem, é importante buscar ajuda profissional, especialmente as crianças, as gestantes e os idosos ou aqueles que já tenham alguma doença crônica. Indivíduos com doença respiratória ou cardiovascular, por exemplo, podem ter sua condição de saúde agravada e são mais vulneráveis às complicações da gripe.
 
Em uma avaliação clínica, o médico pode suspeitar de complicações da gripe como sinusite ou pneumonia e eventualmente solicitar exames específicos que auxiliam o diagnóstico e o tratamento.



Nenhum comentário:

Postar um comentário