Pesquisar Blog Jornal da Mulher

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Pediatra aponta dez regrinhas valiosas para as crianças curtirem as festas juninas com segurança



 A Dra. Rafaella Calmon, do Saúde4Kids, ressalta que nesta época do ano os acidentes com queimaduras chegam a dobrar e 80% acontecem com os pequenos

As festas juninas são as principais atrações para as famílias nesta época do ano. Tradicionais, elas agradam os adultos e divertem as crianças, envolvem a todos com tanto colorido e alegria. Mas essas festividades também são marcadas pela presença de fogos, bombas, biribinhas e balões, que apesar de típicos e remeterem a celebração, são motivos de alerta. 

A pediatra Dra. Rafaella Calmon, do portal Saúde4Kids, ressalta os dados da Sociedade Brasileira de Queimaduras apontando aumento de 100% nos acidentes nesta época do ano, e 80% acontecem com crianças. “Infelizmente, estes acidentes são acompanhados geralmente de internação prolongada e até sequelas graves, físicas e psicológicas”, comenta a médica.

Por isso, a pediatra indica dez regrinhas “de ouro” para os adultos curtirem as festas juninas com os pequenos: 

1. manter as crianças de qualquer idade, principalmente as menores, longe do local onde estão armazenados ou sendo acessos os fogos e bombas;

2. não carregar nenhum tipo de bombinhas ou estalinhos no bolso ou junto ao corpo;

3. nunca acender próximo do corpo e perto dos olhos qualquer tipo de fogo de artifício (seguir atentamente as instruções de uso do fabricante);

4. nunca tentar acender novamente dispositivos que já falharam antes;

5. crianças pequenas jamais devem manipular fogos ou bombinhas, e as maiores podem se estiverem acompanhados dos pais ou responsáveis manipulando aqueles próprios para a faixa etária;

6. nunca apontar nenhum tipo de dispositivo para pessoas ou crianças ao redor. Os adultos precisam estar atentos aos filhos maiores e adolescentes que podem se ferir ou machucar alguém próximo;

7. fogueiras, assim como qualquer tipo de chama, não combinam com crianças de qualquer idade;

8. cuidado com bebidas quentes na festa, pois com muita gente e tumulto podem causar acidentes. E jamais oferecer esse tipo de bebida para crianças e adolescentes. Embora pareça óbvio, não custa reforçar; 

9. nas festas maiores, os adultos sempre devem acompanhar os filhos nos brinquedos da festa e nas barracas. Jogos com água e tiro ao alvo também podem ser perigosos;

10. como em qualquer festa com muita gente, é fundamental ficar de olho nos pequenos, que têm o hábito de correr e sumir de repente.


       


Dra. Rafaella Gato Calmon é médica pela Universidade Federal do Pará –UFPA-; pediatra pelo Hospital Infantil Darcy Vargas, cardiologista infantil pelo Incor-Universidade de São Paulo; com títulos de especialista em pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria e, em cardiologia infantil, pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Também é mamãe dos gêmeos Bárbara e Rafael.



Nenhum comentário:

Postar um comentário