Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de maio de 2017

MÃES E A SUA FALTA DE TEMPO



A rotina de uma mãe é, geralmente, bastante exaustiva. Acordar cedo, preparar os filhos para a escola, ir para o trabalho ou ficar administrando as necessidades da casa é uma verdadeira maratona. Hoje, grande parte das mulheres – sejam elas mães ou não - tem um número maior de papéis relacionados às áreas importantes da vida para desempenhar. E esse é um dos motivos pelos quais se deparam diariamente com tarefas urgentes e se tornam mais estressadas.  

Mas falando especificamente para aquelas que tiveram filhos, o papel principal que desempenham, o que demanda mais dedicação, é justamente o de “ser mãe”. A maternidade é uma experiência singular, porém o que preocupa grande parte delas é a falta de horas no dia para conciliar todas as atividades e realizá-las com mais tranquilidade. 

Assim como para boa parte das pessoas, o problema dessas mulheres não está na falta de tempo, mas na forma como ele é administrado. Um dia sempre terá 24 horas, então o primeiro passo para torná-lo mais produtivo é reduzir as tarefas circunstanciais. Essas são as atividades que não trazem algum resultado para a vida – como reuniões desnecessárias, spams e ligações telefônicas sem sentido – e devem dar lugar ao que realmente é importante.  

Aprender estratégias eficazes de planejamento e gestão do tempo é fundamental. Às vezes, é preciso entender que não dá para fazer tudo em um único dia. Cada vez mais, é preciso saber selecionar as atividades e pessoas, aprender a usar a palavra “não” e a delegar tarefas. Em casa, por exemplo, assumir sozinha todas as responsabilidades gera mais cansaço e deixa a mulher realmente sem tempo para estar com a família. Todos podem e precisam colaborar! Essa é uma forma saudável de equilíbrio e de cumplicidade no relacionamento. 

Tente também reunir a família no domingo para, juntos, planejarem a semana. Novas tarefas surgirão nos dias seguintes, mas vocês podem colocar em uma agenda ou até num software suas obrigações e compromissos. Lembre-se de reservar um tempo para atualizar seus e-mails e inclua sempre tarefas pessoais, como passar no salão de beleza. 

Graças aos imprevistos, nem sempre o planejamento é totalmente executado. A luta, então, é para tentar antecipar ao máximo as urgências, que demandam muito tempo. Por isso, nunca planeje 100% do seu dia.  Deixe pelo menos 30% do tempo livre para essas situações inesperadas. Sempre que possível, comece pelas atividades mais simples e fáceis, depois foque em resolver as urgências para então dedicar tempo às tarefas realmente importantes.

Ser uma boa mãe, esposa e profissional bem-sucedida não é fácil, mas é possível com estratégias e planejamento definidos. Isso significa, por exemplo, momentos curtos, constantes e com alta qualidade com os filhos. Se não for possível dedicar horas do seu dia para as crianças, destine 20 ou 30 minutos pelo menos, mas se empenhe para que sejam instantes comprometidos em ouvir, brincar e viver. Desligue-se das preocupações diárias, deixe de lado o celular e foque sua atenção nos pequenos. Esses intervalos regulares com qualidade contribuem para que os filhos percebam a presença materna.

Sobre esse assunto, precisamos admitir: ainda que as mães pareçam os seres mais fortes do mundo, elas precisam de ajuda, um bom planejamento e organização para exercerem de melhor maneira possível os seus tantos papéis.  






Christian Barbosa - maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade e CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. Autor dos livros "A Tríade do Tempo"; "Você, Dona do Seu Tempo"; "Estou em Reunião" e co-autor do "Mais Tempo, Mais Dinheiro" e "Equilíbrio e resultado – Por que as pessoas não fazem o que deveriam fazer?".






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados