Pesquisar este blog

terça-feira, 9 de maio de 2017

Cuidados essenciais para as futuras mamães



 
Durante a gestação, a mulher vivencia ao mesmo tempo sensações muito diferentes. Neste período, em função das alterações hormonais, elas sentem transformações que podem alterar o funcionamento habitual do corpo, mas que são necessárias para o desenvolvimento do bebê. Com isso, surgem algumas dúvidas do que se pode fazer para se ter uma gestação tranquila e saudável. Segundo Regis Severo, Fisioterapeuta que atua no setor de Pesquisa & Desenvolvimento na Mercur, o corpo da mulher no período da gestação passa por diversas mudanças e, principalmente, pelo crescimento da barriga, algumas alterações posturais e sobrecargas em algumas regiões do corpo podem gerar dor e desconforto, especialmente no último trimestre da gravidez.
 

“Na gestação a coluna lombar adota uma postura de Hiperlordose, ou seja, há um aumento na curvatura, como forma de compensar o aumento da barriga e a projeção do corpo para frente. Em muitos casos esta alteração gera dor nas costas com possibilidade de se estender para as pernas. Com o uso de uma cinta específica para gestantes, chamada de Órtese Abdominal para Gestantes, a tensão sobre a coluna lombar diminui, uma vez que a músculos da região não precisam ser tão exigidos para controlar a postura”, afirma Regis.

Além das alterações em função do aumento da barriga, outras preocupações surgem nas mamães, como o período da amamentação. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação é a melhor maneira de garantir os nutrientes necessários aos recém-nascidos até os seis meses de idade. Após este período, é importante inserir outros alimentos à alimentação dos bebês. Muitas mães precisam retornar ao trabalho antes da data desejada e possuem o interesse de continuar amamentado. Uma das alternativas para facilitar esse período, é utilizar algum tira-leite materno para a coleta do leite, que pode ser usado também na prevenção e tratamento da mastite (inflamação na região das mamas) que pode ser causada por obstrução do ducto mamário. 

“Amamentar é algo mágico e proporciona momentos muitos especiais entre mãe e filho. A troca de olhares e o sentimento de saber que está se fazendo o melhor para alguém que é tão especial na sua vida, são únicos. Não tive problemas com a amamentação, consegui amamentar até os 7 meses da minha filha. Em algumas situações, o tira-leite foi muito importante para retirar o leite excedente, pois tinha conhecimento das complicações que este excesso poderia causar nas mamas (como empedramento e inflamações)”, explica Josie Arend, colaboradora da Mercur. 

Durante o período da amamentação, muitas mães têm problemas de fissuras no próprio mamilo por conta não só da má postura da criança ao amamentar, mas também pela forma errada de sucção do bebê. Utilizar uma bolsa térmica gel para seios auxilia a dissolver os caroços e ainda proporciona uma sensação de conforto e alívio quando o seio está dolorido.



Outra dica para as mamães é em relação às cólicas dos bebês, algo bastante comum nos três primeiros meses. Vale utilizar uma bolsa térmica que ajuda a minimizar o desconforto do bebê nesse período. Ainda assim, mesmo com todas as transformações do corpo e a alteração na rotina, a chegada do bebê e o período de gestação é sempre uma alegria na vida da família. 




Mercur
Site da Mercur: www.mercur.com.br
Mercur no Facebook: Mercur Oficial
Mercur no Twitter: @mercuroficial
Mercur no Youtube: Mercur S/A
Nas redes sociais, utilize a hashtag: #bompratodomundo





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts mais acessados